Author Archives: admin_site

Ação integrada leva conscientização ambiental a moradores do Bairro Escola Técnica

Category : Termo

Com a preocupação de conscientizar a população sobre a forma correta de destinar o lixo doméstico e os entulhos, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul realizou durante todo dia uma ação integrada entre Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Fiscalização e ONG CBCN. Os servidores entregaram panfletos educativos com todas as orientações necessárias, tendo início pelo Bairro da Escola Técnica.

De acordo com o Secretário Municipal de Finanças, Joel Queiroz, que acompanhou as atividades, é necessário orientar toda população sobre os cuidados que devem tomar, para não serem notificados e multados, caso violem a lei.

“Vamos distribuir esse material educativo com informações preciosas para os moradores, informando a forma correta de destinar o resíduo, como também o horário de coleta do lixo. Neste panfleto terá ainda o telefone que o cidadão pode ligar para solicitar a coleta do entulho. As pessoas que jogarem entulho na rua terão que ser multadas, pois esse é um serviço que precisa ser solicitado”, destacou o secretário.

O lixo doméstico será coletado de acordo com a programação de cada bairro, obedecendo o cronograma semanal. Já os entulhos, serão recolhidos de forma gratuita durante os mutirões de limpeza, fora desse período as pessoas que necessitarem deste serviço devem solicitar a ONG CBCN, através do telefone (68) 3322 4141, onde serão informados o dia e a hora exata para colocarem o material nas ruas, evitando assim a proliferação de bichos e sujeira na cidade. O cidadão que presenciar alguém em desacordo com as normas, jogando entulhos nas ruas, pode fazer a denúncia através do telefone (68)99960 5778, e colaborar para que Cruzeiro do Sul se torne uma cidade cada vez mais limpa.


Consciência limpa é cidade limpa

Category : Termo

É comum que tenhamos o costume de pontuar aquilo que nos incomoda visualmente na rotina, no nosso dia-a-dia, principalmente nos trajetos corriqueiros de ir para o trabalho ou nos deslocarmos pela cidade. Mas até onde colocamos a “mão na massa” para mudar aquilo que não nos agrada? Estamos vivenciando momentos bastante questionadores e mais do que nos perguntar acerca daquilo que está errado, o que estamos fazendo para mudarmos de fato essa realidade?
Mudar alguns hábitos no nosso cotidiano que venham influenciar no bem comum de toda sociedade é essencial para que se tenha uma cidade limpa. Quem nunca ouviu alguém reclamando do acúmulo de lixo despejado em local inapropriado e, em seguida, essa mesma pessoa descarta seu lixo de forma inadequada, isso é reflexo da negligência da sociedade. Falta-nos a consciência, o instinto coletivo e participativo de que somos responsáveis pelas nossas ações e pelo legado que deixaremos aos nossos descendentes.
Para se ter uma cidade limpa é necessário começar a gerenciar o lixo gerado dentro de nossa casa, separando e ensacando corretamente para ser colocado dentro da caixa de lixo doméstica meia hora antes do caminhão coletor passar. A dona de casa Maria Altina da Conceição é um exemplo de que boas atitudes diárias fazem toda diferença no que diz respeito ao cuidado do meio ambiente, descarte correto do lixo e sustentabilidade domiciliar. Ela explica o processo que realiza com o lixo gerado em sua residência. “Separo os lixos molhados do lixo enxuto, os orgânicos dos recicláveis. Os orgânicos utilizo para fazer adubos nos canteiros de hortas e verduras que cultivo em meu quintal”, disse a dona de casa.


Manter a cidade limpa é responsabilidade de todos

Category : Termo

Viver em sociedade exige algumas responsabilidades, entre elas o cuidado com os espaços de uso comum. Mais que obras e serviços do poder público, atitudes individuais também fazem a grande diferença para a construção de lugares bons (e limpos!) de se viver. Afinal, uma cidade com ruas e calçadas sujas, lixo fora da lixeira, cachorros de ruas e urubus dividindo o mesmo espaço é apenas um retrato da conduta de seus moradores.
O coordenador Nacional de Resíduos Sólidos do Centro Brasileiro para a Conservação da Natureza e Desenvolvimento Sustentável, Jocélio Melo, destaca a importância da colaboração da população e o entendimento de cada munícipe de que, a área pública é uma extensão do privado. “O espaço público é o bem mais importante de uma cidade, é um local onde as pessoas exercem o direito à cidade, para usufruir do cenário da vida urbana, do convívio democrático, onde ocorre a troca de experiências. Precisamos mudar essa visão de que meu espaço é minha casa e a rua não é de ninguém, isso é uma visão ultrapassada, as pessoas têm que resgatar essa dimensão humana das áreas públicas”, destacou.
De acordo com o Diretor de Marketing do CBCN em Cruzeiro do Sul, Tarciso Araújo as campanhas ambientais que estão sendo desenvolvidas no município, são essenciais para que a população crie uma consciência de que o espaço é de todos e isso fortalece os laços sociais, a sensação de harmonia e respeito. Isso estimula iniciativas de cuidado e limpeza do local. “Quando a pessoa sente que o espaço é seu, também tende a cuidar e exercer uma fiscalização que acaba ocorrendo informalmente, o espaço público é de todos e dever ser preservado. Ninguém poderá exigir respeito se não respeitar dos outros também”, Disse.


ONG CBCN avança com os serviços de limpeza urbana em Cruzeiro do Sul

Category : Termo

Diversas ações de limpeza capitaneada pela ONG CBCN estão sendo realizadas no município de Cruzeiro do Sul. Serviços como: coleta domiciliar, capinação manual, roçagem, varrição de rua e pintura de meio-fio estão dando uma nova cara para a cidade que além de ganhar um novo visual também oferece mais saúde e qualidade de vida para os munícipes.
Não jogue sujo com a sua cidade. Faça parte dessa ideia.
Cruzeiro do Sul cidade Ambiental Rumo a Sustentabilidade


Área do lixão de Cruzeiro do Sul será totalmente devolvida ao seu estado natural em aproximadamente um ano e meio

Category : Termo

Para que as máquinas pudessem acessar a área impactada e retirar os resíduos, foi aberto um acesso lateral e construída uma barreira de contenção com pneus usados, dando reuso ambientalmente adequado a esses materiais.
De acordo com o coordenador Nacional de Resíduos Sólidos do CBCN Jocélio Melo, esse é um tratamento transitório, a pretensão é encerrar o lixão em aproximadamente um ano e meio, quando a nova estação de tratamento estiver pronta que será construída em uma área próxima ao lixão, desta forma todo lixo depositado nos últimos 20 anos será transformado em energia, juntamente com os resíduos gerados diariamente e toda área do lixão voltará ao seu estado original.
“Aqui é um lixão, jamais será aterro sanitário estamos ordenando as nossas ações aqui um ajuste de conduta do ministério público para que a gente também não incorra no passivo ambiental porque realmente não está preparado para receber os resíduos da forma tecnicamente correta, então é muito mais uma correção ordenada para evitar novos desmoronamentos e mitigar um pouco do impacto causado”, disse.
Cerca de 15 anos atrás, o lugar era um aterro sanitário que foi mal administrado e se tornou o lixão. 2000 metros cúbicos de lixo serão retirados do local. “Houve um descaso nos últimos dez anos, crimes ambientais forma cometidos e agora estamos tentando fazer o possível para não agredir ainda mais a natureza”, finalizou Melo.


Novos contêineres são distribuídos nas ruas de Cruzeiro do Sul

Category : Termo

Cruzeiro do Sul começa a viver uma nova realidade no que se refere a limpeza da cidade. Diversas mudanças já são visíveis, a exemplo os novos contêineres que foram reconstruídos e que estão sendo distribuídos pelas ruas perto das residências ou comércios, para que os munícipes possam colocar o lixo em sacos plásticos devidamente fechados , descartando seu lixo corretamente obedecendo o novo calendário de coleta e assim colaborar para uma cidade cada vez mais limpa e ambientalmente correta.

Todos os contêineres reconstruídos e distribuídos nos bairros possuem uma base nova, pintura com mensagem de educação ambiental e com anúncios dos calendários de cada setor. A caixa coletora possui aproximadamente 60 centímetros de altura, facilitando para o gari colher os resíduos depositados. O soldador José Nilson, um dos responsáveis pela restauração das caixas coletoras, explica o processo de reconstrução. “Os contêineres são retirados das ruas totalmente destruídos, passam por um processo de limpeza, em seguida são retiradas as partes que não servem para serem recuperadas, depois são lixados, pintados, adesivados e estam devolvidos para a população.

De acordo com o gerente operacional do CBCN em Cruzeiro do Sul, o engenheiro Ezio Carrero (Pancho), os contêineres ficarão nas ruas durante o período de transição das lixeiras individuais dos munícipes e futuramente serão eliminados, ficando apenas para uso dos grandes geradores de resíduos, ficando para a população apenas as lixeiras domiciliares que são as que irão receber o lixo domiciliar que, de acordo com cronograma de coleta, deveram ser dispostos para coleta uma hora antes a passagem do caminhão coletor, conforme está previsto nos calendários.


ONG CBCN promove festa em homenagem aos garis e margaridas

Category : Termo

Os garis do município de Cruzeiro do Sul tiveram uma noite especial no último domingo 24 de junho. A ONG CBCN e a prefeitura municipal promoveram uma noite de homenagem a esses bravos trabalhadores, que mantém a cidade limpa, oferecendo momentos de descontração na Festa “Forró dos Garis”.
Além de comes e bebes o evento contou com sorteio de diversos brindes, que foram oferecidos pelos parceiros da instituição a exemplo o vereador Marivaldo Figueiredo, Lojas Acruzeirense, Sthill, Papelaria Papiros e outros. O gari José Cosmo do Amaral falou sobre a homenagem. “Quero agradecer a Deus e a toda equipe do CBCN por essa grande homenagem, isso nunca tinha acontecido aqui em nossa cidade, um momento de descontração, muitas vezes, na correria do dia a dia, não temos tempo para conversar com os nossos colegas e amigos, e o ambiente aqui está ideal para isso, estou muito feliz”, declarou o gari.
Em sua fala aos garis, o coordenador Nacional de Resíduos Sólidos Jocélio Araújo declarou que esta ação é mais uma forma de valorizar o funcionário. “Eu tenho admiração pelos garis e, esse é um momento de agradecer pelo esforço, pela dedicação, pela contribuição, são seres humanos que exercem uma função digna, então preparamos uma festa com muito carinho, toda nossa equipe se empenhou, ficamos felizes por proporcionar essa homenagem a eles. Assim só tenho que agradecer”, concluiu Jocélio.
De acordo com Araújo a partir de agora a data passará a ser comemorada todos os anos pela Instituição no município de Cruzeiro do Sul, como forma de reconhecimento e esses bravos cidadãos.


ONG CBCN e prefeitura de Cruzeiro do Sul se reúne para programar os procedimentos fiscalização de geradores de resíduos

Category : Termo

Os coordenadores nacional e regional de resíduos sólidos Jocélio Araújo e Rosa Sampaio juntamente com o gerente geral Operacional da ONG CBCN em Cruzeiro do Sul Pancho Carrero, estiveram reunidos com o prefeito Ilderlei Cordeiro, Secretários municipais e equipe de fiscalização da prefeitura para discutirem assuntos referentes a fiscalização de grandes e pequenos geradores de resíduos do município. O objetivo da reunião é fazer um plano de ação envolvendo toda equipe de fiscalização para que tenham conhecimento de articulador da lei federal e na íntegra da lei municipal de resíduos sólidos e preparação para abordagem correta a toda população.
Jocélio Araújo explicou que o objetivo inicial desta fiscalização é de caráter informativo e educacional, com abordagens nos pontos mais polêmicos, onde a população ainda não se integrou ao novo sistema de manejo de resíduos e de coleta seletiva. “Muitas pessoas ainda continuam descartando os resíduos de forma inadequada, dificultando assim a coleta, vale ressaltar que estamos fazendo todo um trabalho de educação ambiental. Durante as abordagens iremos passar com nosso calendário de coleta, passar informação da legislação municipal em consonância com a lei federal e ao mesmo tempo iremos notificar a todos os grandes geradores para que eles posam fazer seus planos de gestão e gerenciamento resíduos assim como preconiza a lei, que determina um prazo de até 90 dias para que os geradores de resíduos possam se adequar a essa nova realidade”, disse o coordenador.
O prefeito Ilderlei Cordeiro destacou a importância da participação da população para que a situação do lixo seja resolvida no município. “Muitas pessoas infelizmente ainda continuam jogando lixo desordenadamente na rua, já temos um cronograma de limpeza, de coleta de lixo, mas mesmo assim ainda temos lugares muito críticos que precisam ser fiscalizados, estamos envolvendo toda equipe de fiscalização para montar um planejamento de visitas orientando, passando em todos os bairros da nossa cidade para informar, notificar e se preciso for multar, vale ressaltar que essa não é nossa intenção, mas se for preciso multaremos para que pessoas que insistem em jogar lixo na rua possam se adequar à lei e a nova realidade de gerenciamento de resíduos do nosso município”, finalizou o prefeito.


ONG CBCN e prefeitura de Cruzeiro do Sul iniciam reformas de caixas coletoras de lixo

Category : Termo

O Centro Brasileiro para a Conservação da Natureza e Desenvolvimento Sustentável (CBCN) e a prefeitura de Cruzeiro do Sul iniciaram a reforma das caixas de lixo coletoras. Essas caixas além de passar por uma mudança estética irão informar aos cidadãos os horários e ensinar práticas de como cuidar do lixo de forma correta. Outro benefício destes caixotes é que, o gari coletor não precisará mais virar o container devido a uma chapa de ferro que foi adicionada na parte de baixo da caixa coletora, um dos motivos é oferecer melhores condições de trabalho e zelo pela saúde dos garis. Vale ressaltar que a substituição das caixas está sendo feita aos poucos pelo fato de que todos os containers demoram para serem reformados de forma que aos poucos todas as caixas coletores da cidade serão substituídas, tornando assim uma coleta mais rápida e segura.
O sistema de coleta já está sendo monitorado por satélite, novas lixeiras já estão sendo feitas, um novo sistema de coleta está sendo realizado no município de Cruzeiro do Sul, caminhões novos com sistema de som integrado e câmeras filmadoras que servem para facilitar e coordenar melhor os trabalhos de coleta.
O CBCN é uma ONG capitaneada por professores da Universidade Federal de Viçosa, com mais de 50 anos de experiência no manejo de resíduos sólidos e chegou para transformar Cruzeiro do Sul em uma cidade limpa e desenvolvida econômica e ambientalmente, toda equipe está empenhada para oferecer um serviço de qualidade e com tecnologia de ponta para transformar a cidade em modelo para outras cidades do país. Tudo isso pensando no desenvolvimento da cidade, saúde e bem-estar da população cruzeirense.


Equipe do CBCN em Cruzeiro do Sul realiza visita no lixão da cidade

Category : Termo

Trabalhar com transparência é prática da ONG CBCN responsável pelo gerenciamento de resíduos sólidos em de Cruzeiro do Sul. Com esse intuito a equipe que compõe a instituição no município realizou na manhã da desta terça-feira uma visita ao lixão da cidade, também foram convidados para a visitação o Ministério Público do Acre, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Câmara de vereadores e IMAC, tendo marcado presença a equipe do IMAC e os vereadores Marivaldo Figueiredo e Clodoaldo Rodrigues. O objetivo é que todos vejam os serviços que estão realizados no local e como será feito o gerenciamento do lixão transformando-o em energia elétrica.
De acordo com o vereador Marivaldo Figueiredo o trabalho que está sendo realizado no local gerará resultados positivos para a cidade. “É um trabalho muito importante, estamos acompanhando e realmente já se percebe uma grande diferença, quero parabenizar toda equipe pelo desempenho dos serviços”, disse o vereador.
As disposições de resíduos no lixão já acontecem a mais de 20 anos causando diversos danos ao meio ambiente. “A gente espera contribuir nesse momento com essa implantação das medidas necessárias, estamos dispostos a trabalhar em parceria com a prefeitura, Ministério Público e o CBCN, não estamos aqui apenas para cobrar e sim fazer também nossa parte”, destacou Celina Barbosa Engenheira Agrônoma e Técnica do IMAC.
Pancho Carrero gerente operacional do CBCN em Cruzeiro do Sul, explicou que alguns serviços de emergência estão sendo realizados para sanar problemas de desmoronamento de lixo que estava sendo jogado em lugares inadequados. “Estamos propondo um plano de resgate da área do lixão com sistema de drenagem tecnicamente bem construídos, bem como células que variam entre 50 e 100 metros com uma profundidade de aproximadamente 11 metros internos, outro serviço importante será as valas que fazem separação de todo material metálico, madeira, enfim todo material eletrônico, outra é a célula para resíduo hospitalar, também serão colocadas camadas de lixo e em seguida fechado com argila compactando toda área”, relatou o gerente.
Ainda de acordo com Pancho essas são medidas circunstanciais pois o projeto definitivo é a construção de uma usina geradora de energia elétrica para o tratamento do resíduo sólido. A previsão é que em aproximadamente um ano a usina já esteja gerando energia a partir do lixo. Tendo em vista que todos os estudos necessários já foram realizados para que esse projeto se torne realidade. “Estamos atuando da forma mais correta possível e dentro da transparência”, finalizou Pancho.


Converse no WhatsApp